Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

AINDA BEM!


Foto Google
Costumamos ouvir críticas tipo "caixão não tem gaveta" a pessoas que têm algum dinheiro, e que preferem guardá-los a gastá-los em seu próprio beneficio. E eu digo: ainda bem que não tem. Na minha opinião dinheiro existe para proporcionar saúde, conforto, alegria, satisfazer desejos e resolver problemas que caibam no bolso. E isto só é possível enquanto estamos vivos. Se o dinheiro que se tem tivesse que ser levado no caixão não serviria de nada, pois ele em si não tem valor algum, ele vale pela sua utilidade. Já pensou em ter que vigiar o dinheiro enterrado com o defunto? Haveria de ter cemitérios só para defuntos ricos e munidos de vigilantes policial. Mesmo assim não estaria seguro e os assaltos aconteceriam com frequencia. Seria um transtorno para a família, dona do falecido, ter que administrar a situação. E se houvesse algum parente pobre, com certeza iria esbravejar e desejar o inferno para a alma do coitado. Sabemos que os reis e faraós eram enterrados com seus bens materiais, porque acreditavam na vida pós morte, jóias preciosas, principalmente, eram encontradas em suas tumbas. Acredito que, mesmo aqueles   que acham que um dia vão reencarnar, não devem querer levar essa preocupação para a outra dimensão. Afinal os problemas terrestres giram em torno do dinheiro. Temos visto, diariamente, exemplos de transtornos causados pela ganancia e suas consequências. Que  digam os políticos mensaleiros e os Lalaus da vida. O pouco, bem aproveitado honestamente, pode valer uma vida eterna enquanto dure.