Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

ATÉ QUANDO?

Quem um dia aprendeu Latim sabe o que significa esta frase “Quousque tandem abutere, Catillina, patientia nostra? - Até quando, ó Catillina, abusarás de nossa paciência?( sugiro a leitura do Discurso de Cícero contra Cattilina em Roma 63 a.C.)

A presença dos condenados do mensalão no palanque ou na festa comemorativa dos dez anos de governo do PT e em pró da campanha da presidente Dilma para 2014, provocou irritação geral. A expressão do José Dirceu é de deboche, rindo de quê? Da punição? Ou do povo? O comandante Lula ali, para lembrar que ele é quem manda e a presidente Dilma dizendo que inventou o Brasil quando assumiu a presidência, não herdou nada, construiu tudo, esquecendo-se da carta que enviou ao ex- presidente Fernando Henrique Cardoso, nos seus 80 anos em 2011, afirmando que ele foi “o presidente que contribuiu decisivamente para a consolidação da estabilidade econômica”. E é este passado que mais incomoda os petistas, eles não perdoam a sua dívida para com o governo FHC, e vivem fazendo picuinhas. O ano do mensalão, 2005, foi deletado.
Cabe a pergunta “até quando o PT abusará da nossa paciência”? Paciência não, irritação.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Eritropoetina ou Eritropoietina - saiba da sua importancia


A eritropoietina (EPO) é um hormônio glicoproteico, produzida pelos rins (córtex renal essencialmente) e, em menor quantidade, pelo fígado. Ela atua na estimulação (eritropoiese) e no controle de produção das células vermelhas do sangue, as hemácias ou eritrócitos.
Devido a baixa pressão de oxigênio (hipóxia) nas artérias renais, muito comum em pessoas que vivem em regiões de altitudes, a eritropoietina é estimulada. Uma insuficiência renal crônica pode levar o individuo a uma anemia hipoplástica. Atualmente, graças aos avanços científicos, pode ser produzida em laboratório por meio da recombinação genética (EPO Humana Recombinante) desde 1988. A produção em laboratório é importante, visto que essa substância pode ser utilizada no tratamento de uma série de doenças, como anemias severas, hepatite, câncer, (linfoma, mieloma múltiplo) insuficiência renal, entre outras. A eritropoietina pode ser aplicada de forma subcutânea ou intravenosa, de acordo com as necessidades do paciente. É muito usada em preparo cirúrgicos onde há muita perda sanguínea. Os autores também acreditam que a eritropoietina tenha efeito benéfico sobre o humor, podendo ser uma aliada na melhoria da qualidade de vida de pessoas que sofrem com depressão e com doenças associadas tipo Alzheimer.
Hemáceas
A eritropoietina é fabricada principalmente no córtex renal

sábado, 16 de fevereiro de 2013

VONTADE, UMA FORÇA PROPULSORA.



Sempre que reflito sobre a vida e a nossa existência no mundo me pergunto por que, mesmo sabendo que a morte é certa, lutamos e nos opomos a ela. Segundo o neurocientista e psicólogo António Damásio, “A vontade de viver, oculta nas células do nosso corpo, traduziu-se em uma vontade consciente surgida na mente”. Vontade de viver. Talvez aí esteja a resposta para muitas perguntas. Posso citar o exemplo do espermatozóide que vence a ‘corrida’ para todos os outros milhões deles que ficam para trás no ato da fecundação do óvulo, permitindo a formação do novo ser. Ou seja, para nascer é necessário vencer uma corrida, ter vontade de existir, que talvez esteja com maior força no vencedor. Damásio cita também o exemplo  da ameba, ser unicelular, que emite prolongamentos tubulares para realizar tarefas vitais e depois desmancha-os. E compara esses prolongamentos tubulares com os prolongamentos neurônicos, dos seres superiores, que controla os processos vitais do nosso corpo. Não quero me deter com explicações do ponto de vista da biologia evolutiva, apenas gostaria de expressar meus pensamentos e reflexões a respeito desta palavra, vontade. Em minha opinião, nada acontece sem ela. Poderíamos até mesmo dizer que Deus é vontade. Vontade que Ele exista e que esteja acima de nós para nos dá segurança. A conquista de uma aspiração não acontece se antes não houver a vontade impulsionadora. Há quem diga que a cura de uma doença depende da vontade de viver do doente. Ele até pode não se curar totalmente, mas, pode viver mais tempo. Se realmente existe dentro de cada célula a vontade de existir, e eu acredito, temos que facilitar o seu trabalho, porque de outra forma a morte pode chegar bem antes do programado. Mas para facilitar a vida é necessário ter conhecimento das suas próprias dificuldades. Ter vontade nem sempre implica em realizá-las. A consciência é que gere a vida.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

O LADO NEGATIVO DO CARNAVAL DE SALVADOR


Quando se critica os camarotes no carnaval de         Salvador logo alguém fala em saudosismo. Mas
acontece que existe, sim, o lado negativo desta festa. Cada vez mais os camarotes estão crescendo horizontalmente e verticalmente, espremendo os foliões, não só dos blocos como os de fora deles, no espaço que é público. O exibicionismo está extravagante. Não se quer carnaval somente para turista ver.O que se quer é o carnaval participativo como sempre foi o de Salvador. O que está havendo é um apartheid, que começou com as vendas dos abadás caríssimos e os blocos com cordas, estimulando os cambistas por todos os cantos da cidade e até mesmo em sites de relacionamentos, e, agora, os ingressos para camarotes. Se as bandas são patrocinadas por empresas não há razão para se cobrar dos foliões. Ainda bem que está crescendo uma boa tendência de baixarem as cordas dos blocos para que o povo possa correr atrás do trio elétrico que, como diz nosso poeta Caetano Veloso, "só não vai quem já morreu". Conheço muita gente que não morreu mas que não vai atrás do trio porque custa caro.
Outra coisa que está se tornando chatérrima é essa falação em cima do trio de um artista pra outro ou para a mídia que está transmitindo o evento. Um monte de bobagens que só faz atrasar a passagem do carro para dá lugar a outro. Isso sem falar que o folião está ali pagando para se divertir. Há muito vem se dizendo que é preciso gerenciar melhor o carnaval de Salvador. Espero que o prefeito ACM Neto já tenha algo para os os próximos anos. Ainda existe muito espaço a ser explorado, além desses circuitos barra-ondina, campo grande etc., para que o povo possa se espalhar com mais conforto. Uns falam em cidade baixa, outros na avenida paralela. Lembro-me da época em que havia carnavais nos bairros, com palanques e pequenos blocos participando. Muito mais democrático é ouvir o povo. O que gosta de carnaval, é claro.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Carta de Despedida de Gabriel Garcia Marquez

Gabriel Garcia Marquez







Ainda lúcido, Gabriel Garcia Marquez, escreveu esta Carta de Despedida. Ele está com  85 anos,  sofre de demência e não escreve mais.


"Aprendí que um homem só tem o direito 
de olhar um outro de cima para baixo 
para ajudá-lo a levantar-se". 

“Se por um instante Deus se esquecesse que sou uma marioneta de trapo e me oferecesse mais um pouco de vida, não diria tudo o que penso, mas pensaria tudo o que digo.

Daria valor às coisas não pelo que valem, mas pelo que significam.

Dormiria pouco, sonharia mais.

Entendo que por cada minuto que fechamos os olhos, perdemos 60 segundos de luz.

Andaria quando os outros páram, acordaria quando os outros dormem.

Ouviria quando os outros falam e como desfrutaria de um bom gelado de chocolate…

Se Deus me oferecesse um pouco de vida, vestir-me-ia de forma simples, deixando a descoberto não apenas o meu corpo, mas também a minha alma.

Meu Deus, se eu tivesse um coração, escreveria meu ódio sobre gelo e esperava que nascesse o sol.

Pintaria com um sonho de Van Gogh as estrelas de um poema de Benedetti, e uma canção de Serrat seria a serenata que oferecia à Lua.

Regaria as rosas com minhas lágrimas para sentir a dor dos seus espinhos e o beijo encarnado das suas pétalas…

Meu Deus, se eu tivesse um pouco mais de vida, não deixaria passar um só dia sem dizer às pessoas de quem gosto que gosto delas.

Convenceria cada mulher ou homem que é o meu favorito e viveria apaixonado pelo Amor.

Aos Homens, provar-lhes-ia como estão equivocados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saberem que envelhecem quando deixam de se apaixonar.

A uma criança dar-lhe-ia asas, mas teria de aprender a voar sozinha.

Aos velhos, ensinar-lhes-ia que a morte não chega com a velhice, mas sim com o esquecimento.

Tantas coisas aprendi com vocês Homens…

Aprendi que todo o mundo quer viver em cima de uma montanha, sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a encosta.

Aprendi que quando um recém-nascido aperta com sua pequena mão, pela 1ª vez, o dedo de seu pai, o tem agarrado para sempre.

Aprendi que um Homem só tem direito a olhar outro de cima para baixo quando vai ajudá-lo a levantar-se.

São tantas as coisas que pude aprender com vocês, mas não me hão-de servir realmente de muito, porque quando me guardarem dentro dessa maleta, infelizmente estarei a morrer…”


Gabriel Garcia Marquez



terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

A importância da leitura




Escola Kimimo
Sabemos que a leitura é fundamental para a formação do indivíduo, não só como pessoa, mas também como cidadão. O hábito de ler depende muito da educação e do meio onde a criança se desenvolve. A escola tem um papel fundamental neste desenvolvimento, mas a participação da família é igualmente importante. Numa casa onde a leitura faz parte do cotidiano, seja através de livros, jornal, revistas ou até mesmo internet, a criança adquire o hábito da leitura naturalmente.
Nina, aluna do Sartre COC
 Algumas escolas costumam cometer o erro de forçar a leitura de um determinado livro a fim de cobranças. A leitura tem que ser prazerosa.  A criança começa a se interessar através das histórias que ouve de seus pais, avós e professoras. A fantasia ajuda a construir um  mundo imaginário e entender o mundo real, porque ler desenvolve a imaginação, informa, educa e insere o individuo no mundo.

A função do Poste


O apelido que estão dando ao prefeito de S.Paulo, Fernando Haddad, chamando-o de poste, devido a interferência do ex-presidente Lula, é caso para se preocupar. Digo isto porque a função do poste é conduzir os fios que transmitem energia para diversas partes onde há rede elétrica. A luz é gerada em uma fonte de energia e o poste é apenas um instrumento. O fato do poste está parado não significa que esteja sem função muito pelo contrário, sem ele não haveria luz nas casas e nos estabelecimentos públicos. Pois bem, eleger um poste é pior que eleger o macaco Simão, que não iria exercer função alguma. O poste serve também de mictório para cães, principalmente os vira-latas, neste caso o problema é o odor que se espalha pela cidade. Do jeito que as coisas estão sendo conduzidas neste governo do PT, acho que temos muitos postes espalhados por todo o Brasil e a fonte de energia é mais eficaz que a de Itaipu, porque até agora não houve apagão.