quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Ainda há tempo para a gratidão - Miniconto



Todos estão presentes? Podemos começar a festa?
Não. Está faltando o agregado,  ele disse que vai se atrasar para a festa.
E disse o motivo? 
Não. Mas falou que se quiserem podem começar sem a sua presença. 
Mas que ingrato!
Eu não posso esperar
Eu também não.
Então gente, fazer o quê? Começo ou não começo?
A festa é sua, então comece. Seus filhos estão presentes, é o que importa. Se ele quisesse participar já estaria  aqui.
Depois  se queixa que nunca o chamam pra nada só porque é agregado. 
São desculpas. Gosta de se fazer de vítima. 
Nem vou ficar para os parabéns. Depois como do bolo
Eu também. 
Bem filhos, agradeço a presença de vocês e ....
Oba, oba, cheguei!  Me atrasei porque estava procurando as mais lindas rosas que pudessem expressar toda minha gratidão a  uma criatura que muitas vezes, mesmo não sendo minha mãe, cantou as mais belas canções de ninar para eu  dormir quando ficava inquieto.  
E elas não foram em vão. Seja bem vinda a gratidão.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

AINDA VAI LEVAR UM TEMPO





Fazendo um trajeto da Pituba até a Ribeira, nesta semana, pude constatar, observando o cenário que ia despontando diante dos meus olhos, que o Brasil vai levar anos e anos para melhorar a qualidade de vida dos considerados menos favorecidos. Isto porque a comunidade que habita toda aquela região formada de construções precárias, de formas desordenadas, que cercam a cidade de Salvador, está perfeitamente adaptada ou conformada com a situação, e não parece nem um pouco preocupada com o que está acontecendo no mundo político brasileiro. Ao que parece, a eles não interessam se a Petrobras está falida, se os corruptos estão ou não sendo condenados a pagarem o que roubaram, se a Educação ou a Saúde do país vai mal, etc. etc. Naquelas ruelas, ocupadas com casas comerciais apertadas e residências que desafiam as regras de construção civil, seus moradores parecem felizes com a vida que levam. Era Domingo, e, a beira mar da Ribeira estava repleta de banhistas. Muitos outros cuidando das suas calçadas, varrendo e cantando alegres, ou lavando seus carros com pinturas desgastadas e pneus recauchutados estacionados na porta de casa; moças gordinhas ou obesas passeando com seus shortinhos, e rapazes malhados observando. Uma vida simples, mas aparentemente sem revolta. Ou seja, a crise econômica brasileira não atinge os que não aspiram um futuro promissor. Para eles o trabalho informal, o Bolsa Família, os biscates, estão de bom tamanho, para o que pretendem, que é viver o dia a dia. Se estão certos, ou errados não me cabe julgar. Segundo o Ipea, Salvador é a capital brasileira com maior número de pessoas em favelas. Não é preciso dizer que esse cenário não é típico apenas de nossa cidade, ele representa a maioria das grandes cidades brasileiras de norte a sul, como Rio de Janeiro e São Paulo com suas favelas superpopulosas. Sendo maioria não é pra já a melhoria.

sábado, 13 de dezembro de 2014

Miniconto de Natal




                                                   

Já fez sua cartinha a papai Noel , Tuquinha? 
Já, mãe
Pedindo o quê filhinho?
Essa tal de propina, mãe.
Que propina menino?
Essa que falam na televisão, que enche o bolso de dinheiro.
Tá doido filho, isso dá cadeia, não viu quanta gente grande presa?  e papai Noel não dá propina.
Mas a mim ele vai dá.
Que conversa é essa garoto.
Eu arranjei pra ele se apresentar aqui no condomínio pra distribuir os presentes da festa de Natal dos moradores. O síndico vai pagar uma boa grana pra ele e eu vou ficar com a metade. Foi o combinado.
Quem lhe ensinou essa coisa feia meu filho?
Meu pai.
Como assim seu pai,  filhinho?
É ele que vai ser o papai Noel, mãe. Mas é segredo.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Senadora Marta Suplicy propõe o encerramento da Família Tradicional

Eis alguns itens do projeto:

*Retirar o termo PAI E MÃE dos documentos:
Título VI, Art. 32 – Nos registros de nascimento e em todos os demais documentos identificatórios, tais como carteira de identidade, título de eleitor, passaporte, carteira de habilitação, não haverá menção às expressões “pai” e “mãe”, que devem ser substituídas por “filiação”.

**Acabar com as festas tradicionais das escolas (dia dos pais, das mães) para “não constranger” os que não fazem parte da família

***Cotas nos concursos públicos para homossexuais assim como já existem para negros no RJ, MS e PR e cotas em empresas privadas com já existe para deficientes físicos:

MINHA OPNIÃO :

Sra. Marta Suplicy não inclua os homossexuais no mesmo balaio das pessoas carentes ou deficientes. Todos os homossexuais que conheço são pessoas inteligentes, que estudaram e se formaram sem precisar de cotas. São pessoas normais como outra qualquer, que trabalham e desempenham funções dentro da sociedade de acordo com as suas capacidades, independente de ser homo ou heterossexual. É preciso mudar esse olhar distorcido. O que senhora está propondo é discriminação. Ninguém olha para um hetero ssexual imaginando a forma como ele faz sexo. O mesmo deve ser feito com os que tem outra opção sexual. Quanto à dissolução da família, não é preciso lei. Hoje a maioria dos lares brasileiros, principalmente os mais carentes, são dirigidos apenas pela mãe, é só a senhora constatar a pesquisa. O número de mulheres chefes de família dobrou em uma década no Brasil. Levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Acredito que a marginalidade está na maioria das vezes, ligada a lares cujos filhos foram criados sem um pai ou mesmo sem os dois. Acho que a senhora está desfocada. Use a oportunidade que seus eleitores lhe deram para se dedicar a assuntos mais urgentes. O seu partido precisa ser mais construtivo, chega de demolição.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Volta meninos! Miniconto



 Acorda, Guga! O café vai esfriar e o leite também. Vê se faz a cama antes de sair e nada de deixar a toalha molhada pelo meio da casa. Sua irmã quer que você a leve até a escola e já avisou para a amiga que vai passar para buscá-lá. Você pegou o celular dela? Ela disse que você economiza o seu usando o dela. Aliás, onde você colocou meu cartão de crédito?vou precisar dele hoje. Não demore no banho porque água está escassa e cara. Já basta sua imã lavando as longas madeixas todos os dias. Sem falar na energia que gasta com secador e chapinha. Ela nunca coloca as escovas no lugar devido. Hoje quando acordei tinha duas em cima de minha cama. Ai, que menina desorganizada! Deixa tênis, meia e mochila pelo caminho até o quarto. É só ela chegar que desarruma tudo. Vamos Guga, ainda está deitado? Lembre-se que às três tem dentista; vai tirar o aparelho hoje mesmo? Espero que sim, não agüento mais pagar para ajustar. Hoje em dia todo mundo tem metal nos dentes, até a empregada de Judith. Lilian,  já achou seu iPhone ? Claro que já achou, quando fica assim, em silêncio, é porque está no instagram. Vamos, muda logo essa farda menina. Amanhã ponha essa calça pra lavar, senão ela vai sair andando. Quer sanduíche? Responda Lílian! Não vejo a hora de vocês dois viajarem para o intercâmbio. Só assim vão aprender a serem arrumados. Lá ninguém vai ficar paparicando vocês não. Vão ter que se virar. Por falar nisso, guardaram os passaportes? Ontem estava em cima do sofá. Eu não lembro de ter pego. Lembrem-se que Teca não pode ver livro que rói a capa. Roeu minha Bíblia, essa ousada. Sábado é dia de levar essa cabeluda pra tosa. Nossa! Quem deixou esse prato com resto de comida no micro-ondas? Azedou. Isso é típico seu, Lílian. Põe pra comer e depois larga o resto pra comer mais tarde e esquece. Vai menina, larga esse celular. Guga já faz meia hora que você está no banheiro cantando. Que estresse! Depois sai sem comer dizendo que está atrasado. O dia da viagem está chegando e ainda bem que o vôo é  noturno. Senão seria capaz de perder o avião com seu rame-rame. Ufa! até que em fim saiu do banho.  Pendurou a toalha, Guga? Chame sua irmã pra tomar café, vou adiantar meu lado. Quando sair bata a porta, e tenha cuidado no trânsito, não vá bater meu carro nos fundos dos outros. Seu pai disse que você foi imprudente na batida no Celta, não quer ninguém na sua frente, fica fazendo manobras, acabou colidindo. Vão com Deus.  Lílian, minha filha, tomou a vitamina? Nem quero imaginar você no Canadá e seu irmão em Londres. Vou ficar preocupada com sua displicência e a irritação de Guga.  Mas,  longe de minha saia vocês vão saber se defender.

Nossa! Como o tempo está demorando a passar. Não vejo a hora dos dois voltarem do intercâmbio. Que tédio, essa casa vazia, com tudo no lugar! Nem um chinelinho no meio da casa. Os quartos arrumadinhos me dão angústia.   A conta do telefone já estourou. Dá vontade de gritar " Volta meninos".

Darcy Brito

Museu Náutico da Bahia. Forte Santo Antonio da Barra - Farol da Barra.

Farol da Barra - Salvador -Bahia Este é o Forte de Santo Antônio da Barra, edificado no século XVI, ocupando o Sítio da Ponta do Padrã...