Pesquisar este blog

sexta-feira, 20 de março de 2015

7 coisas que seu “eu” jovem não acha que vai acontecer quando você envelhecer, mas vão


Hypescience
Publicado em 18.03.2015 

Embora livros, filmes e comerciais digam que você só é tão velho quanto se sente, a ciência não concorda (exatamente).
É possível se sentir mais jovem do que você realmente é, mas o comportamento das pessoas mais velhas que você descreve como “idiota” e “chato” e o comportamento jovem que os idosos chamam de “rebelião sem causa” são baseados em biologia. E você não pode evitá-los.

7. Seu cérebro vai parar de ter prazer com músicas novas


Quando você é uma criança, a pior música do mundo é qualquer uma que seus pais estejam ouvindo. Então, quando você cresce, a pior música do mundo é qualquer uma que os adolescentes estejam ouvindo.


Se você está lendo isso e se encontra em algum estágio entre “criança” e “adulto”, você provavelmente está pensando que nunca vai deixar seus gostos musicais congelarem no tempo. Você vai continuar encontrando novas bandas, permanecendo na vanguarda, ouvindo diferentes estilos até o dia em que morrer.

Só que não. Conforme você envelhece, seu cérebro se torna cada vez mais incapaz de lidar com a dopamina, hormônio que nos permite sentir aquela “emoção” e “adrenalina” quando ouvimos uma nova música que gostamos.

Assim, inevitavelmente, em algum ponto da sua vida, seu gosto musical vai estagnar. Se você ainda é jovem e quer saber como uma nova música vai soar quando tiver 50, tente assistir programas de TV destinados a crianças. Veja quanto tempo você pode tolerar.

6. O desejo de se rebelar desaparece com a idade


Os adolescentes de hoje deveriam ter vergonha de si mesmos. Tiroteios, drogas, gravidezes indesejadas, bullying, vandalismo… Qualquer cidadão idoso pode dizer com confiança que o planeta está à beira do colapso e, se você quiser uma prova, só precisa olhar para o estado fora de controle dos adolescentes do mundo.

Claramente, a nossa sociedade imoral arruinou os nossos jovens, preenchendo suas mentes com os videogames violentos, Big Brothers e libertinagem. Basta imaginar o que vai acontecer quando esses monstrinhos crescerem.

Na verdade, não precisamos imaginar. Nem nos preocupar. Estes pequenos monstros vão se transformar nos vendedores de seguros e auxiliares administrativos que eles nunca sonharam em ser, como seus pais.

É tudo culpa do cérebro. Estudos sugerem que, embora ele se desenvolva muito rapidamente através da infância, as partes que lhe permitem sentir empatia e culpa levam mais tempo para se desenvolver. Pior: a puberdade realmente mexe com a capacidade do seu cérebro de ler emoções, de forma que, por um tempo, você é menos compreensivo aos 15 do que era aos 6 anos de idade. A combinação de um senso subdesenvolvido de remorso e uma incapacidade de dizer quando você está magoando alguém significa que o adolescente é muito mais propenso a gritar “Eu odeio você, mãe!” quando ela lhe pede para recolher sua camada de cuecas do chão.

Eventualmente, porém, o ataque hormonal se acalma e você começa a se sentir mal por todas aquelas vezes que chamou sua mãe de idiota. Isso ocorre aproximadamente ao mesmo tempo em que você começa a reclamar dos adolescentes sendo idiotas.

5. Seu cérebro vai começar a ter prazer por coisas chatas


Além de exceções ocasionais, é raro ver idosos dirigindo carros velozes, jogando games violentos, ou fazendo qualquer coisa emocionante. Este é um dos maiores temores dos adolescentes sobre envelhecer – a vida adulta parece tão incrivelmente chata. Cada um de nós, em algum momento, prometeu que isso nunca iria acontecer com a gente.

A boa notícia é que não é tão ruim. Essa mudança de pensamento tem suas raízes na química do cérebro. Na adolescência, o cérebro é menos ativo nas áreas de motivação e planejamento, mas altamente ativo nas áreas baseadas em recompensa. Por isso, os mais novos são mais atraídos a atividades que retornem alta satisfação de imediato. Algo como ser empurrado em um carrinho de supermercado por uma rua movimentada enquanto seus amigos gritam “Uhul” e louvam sua bravura.

Porém, mais tarde na vida, a parte que busca emoção de seu cérebro começa a se acalmar e você começa a tirar mais satisfação de conquistas mais “modestas”, como ter um bom jardim. No geral, significa que você está mais disposto a se esforçar para alcançar objetivos a longo prazo. Passar um dia inteiro na frente de um videogame começa a parecer um dia desperdiçado.

Como envelhecer pode deixar você mais criativo

4. Aos poucos, vai ser fisicamente impossível dormir até tarde


Quando você é jovem, você acha que nada é melhor do que dormir até o meio-dia, e seus pais te repreendem por ser um preguiçoso e vagabundo desocupado. Seus pais também podem repreender (se ousarem) seus avós por serem aparentemente incapazes de continuar na cama além das 5 da manhã em um sábado.

Não é que adolescentes sejam preguiçosos e idosos sejam ansiosos. O sono é ditado por um produto químico em seu cérebro chamado melatonina. Os cientistas testaram como a melatonina é produzida por adolescentes ao longo de um dia, e descobriram que seus corpos trabalham em uma espécie de “estado permanente de jet lag”, em que são mais alertas no período da tarde e da noite, mas têm dificuldade de despertar na parte da manhã.

Essa química do cérebro continua a mudar até a idade adulta, ou seja, quanto mais você envelhece, mais difícil se torna permanecer na cama, mesmo se você tentar. Então, um dia, você também vai sentir um impulso irresistível de passar aspirador de pó na sua sala ao nascer do sol em um domingo, para ir dormir no mesmo dia às sete da noite.
Cientistas descobrem a melhor maneira de envelhecer

3. Você vai parar de tentar mudar o mundo (se for homem)


Não é triste quando você vê esses caras de meia idade que foram grandes líderes revolucionários em seus 20 anos, apenas para se transformar em entusiastas do golfe em cima do muro aos 45? Sei o que você está pensando: que nunca será como esses vendidos, que sempre vai manter suas convicções.

Hum… Provavelmente não. Há uma concepção comum de que os homens “pensam com a cabeça de baixo”, mas isso é um estereótipo grosseiro e insultante. Na verdade, devemos corrigir a frase para “homens pensam com suas bolas”.

Mais especificamente, é culpa da testosterona. Os homens têm muito a agradecer esse hormônio. É ele que molda o corpo masculino na puberdade, em termos de aumento da massa muscular, voz mais grave, crescimento de pelo e virilidade sexual. Mas essas mudanças não param depois que você “vira um homenzinho”: continuam a vida toda.

Os níveis de testosterona atingem um pico por volta dos 40 anos e, em seguida, começam a diminuir. É por isso que a barriga saliente se torna mais difícil de perder e é por isso que coisas como dores musculares e aumento da fadiga diurna começam a ocorrer. Sem mencionar as mudanças em sua atitude. Um baixo nível de testosterona pode ser inconscientemente emocionalmente devastador para os homens, e os sintomas incluem aumento da irritabilidade, depressão e falta de motivação.

A condição é chamada de “andropausa”, a versão masculina da menopausa que as mulheres experimentam, e é a mais provável razão para explicar a crise de meia idade dos homens. Ou eles começam a combater esse processo com mudanças superficiais (como carros esportivos, roupas da moda ou tentar iniciar uma carreira no rap), ou se contentam com seus chinelos almofadados e seu chazinho e param de dar opinião sobre qualquer coisa.
Cérebro começa a envelhecer bem mais cedo do que se pensava

2. Você vai começar a comer comida sem graça


Você gosta de pensar que seu gosto por comida só fica melhor à medida que você envelhece, certo? Você não vai comer as besteiras que vê uma criança comendo, todas as bebidas açucaradas, nuggets de frango congelados e doces coloridos.

E, quando você chegou aos 30, também olhou para trás com o mesmo desgosto para sua dieta feita de pizza e lanche de seus anos de faculdade.

Seus desejos ficam mais sofisticados com o tempo, e logo você está plantando suas próprias ervas e memorizando o número preciso de segundos que um bife deve permanecer no grill a fim de ficar perfeito.

Então por que é que as pessoas idosas acabam comendo a mesma porcaria horrível todas as noites? Não importa o que aconteça na sua vida, você nunca vai se ver jantando mingau e torradas sete vezes por semana, certo?


Não é por escolha que nossas dietas ficam mais “sem graça” à medida que envelhecemos. As pessoas mais velhas simplesmente não conseguem sentir o gosto de certas coisas, e é principalmente por causa de boca seca. Conforme você envelhece, sua boca produz menos saliva, algo que é essencial para o gosto.

Além disso, pessoas mais velhas também tendem a simplesmente perder o apetite e a alegria de comer. Então, mesmo que uma refeição saborosa costumasse ser o destaque do seu dia nos seus anos jovens, eventualmente torna-se uma tarefa árdua, especialmente quando uma fatia de torrada seca tem o mesmo gosto que fettuccine de frango. A vantagem é que mais fácil preparar uma torrada, por isso ela sempre vence.
Será que envelhecer é uma doença?

1. Sim, suas memórias do passado se tornarão “os velhos e bons tempos”


Por que é que, quando as pessoas envelhecem, elas acham que tudo era melhor no passado?

Será que é porque o mundo realmente vai para o inferno constantemente ou, como o resto das coisas nesta lista, essa é apenas uma mudança biológica mexendo com a cabeça dos idosos?

Sim, a tendência das pessoas de idade de divagar sobre o passado pode realmente ter sido programada pela evolução. E isso significa que você vai fazer o mesmo assim que puder.

A nostalgia de fato tem um efeito evolutivamente benéfico: serve como um antidepressivo natural para o cérebro. O peso e as tensões da vida acumulam-se com a idade e a responsabilidade acrescida, e assim ter uma maior quantidade de experiência de vida para relembrar ajuda o cérebro a acalmar-se e nos permitir continuar existindo.

Nos tempos pré-históricos, o risco de tornar-se deprimido em sua fria e úmida caverna sem sequer TV a cabo teria sido uma sentença de morte. Os sobreviventes neste mundo teriam sido os únicos que conseguiram se manter motivados ano após ano. Portanto, seria um grande benefício para a humanidade se envelhecer viesse com algum tipo de mecanismo de defesa contra toda a miséria e tédio. Este mecanismo acabou por ser “relembrar os bons velhos tempos” para quem quisesse ouvir.

Faz parte do ciclo da vida. Ou seja, não reclame das histórias de seu avô, uma vez que você também irá incomodar seus netos da mesma forma, tudo em nome da sobrevivência de sua espécie. [Cracked