Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

A Evolução da Barbie


A evolução da Barbie, desde que foi lançada pela primeira vez, mostra a evolução da moda, do olhar das meninas e do padrão das mulheres.
faces-barbie-evolution-1959-2015-2
faces-barbie-evolution-1959-2015-1
faces-barbie-evolution-1959-2015-3
faces-barbie-evolution-1959-2015-5
Captura de tela 2015-11-14 às 17.15.15
Captura de tela 2015-11-14 às 17.15.28
A Barbie tem recebido inúmeras críticas por representar um padrão de beleza irreal, passado para as meninas desde a infância. Pensando nisso, a Mattel, empresa fabricante das bonecas, criou uma campanha para empoderar as jovens garotas, mostrando que elas podem ser o que quiserem. A ação é da BBDO San Francisco, com produção da Slim Pictures Inc.
No comercial, meninas aparecem no papel de professora, médica, executiva e técnica de futebol. No final do vídeo, a marca diz que a Barbie também é capaz de empoderar as crianças ao permitir que elas escolham os papeis que desejam desempenhar.
Reprodução/Mattel
Reprodução/Mattel
A ideia da campanha é empoderar as pequenas garotas

Assista o vídeo


Além disso, as atrizes que participaram do vídeo tiveram a oportunidade de escolher que profissão gostariam de interpretar. A ideia é mostrar cada vez mais que a diversidade também está presente no conceito das bonecas.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Onde vamos parar?





Estamos vivenciado um período conturbado no mundo e, particularmente, no Brasil, em que as pessoas parecem estar sem rumo definido. O que antes era o certo hoje já não é.

A inteligência nos foi dada para que possamos conduzir, da melhor maneira possível, a nossa existência e sobrevivência neste mundo, viabilizando a nossa relação com a natureza e os outros seres, para que haja um equilíbrio. Sem um cérebro inteligente viveríamos de forma desordenada. Não saberíamos distinguir uma coisa da outra nem nos identificar como seres humanos. Até mesmo o cérebro dos animais têm importância na condução da vida deles, apesar da pouca inteligência. Sabemos o quanto é difícil lidar com a situação em casos de um desequilíbrio mental. Se uma pessoa só já é o bastante para transtornar a vida de outros, imaginem o que não seria se a maioria das pessoas não tivessem suas faculdades mentais bem sintonizadas. É sabido que os seres humanos têm necessidade de criar mitos para que possam idolatrar, assim como eleger líderes para sentirem-se mais seguros. Ou seja, têm necessidade da existência de algo acima deles para recorrer em caso de dificuldades. Daí a importância de acreditar na existência de um Deus protetor que os conduz. Mas em se tratando da escolha de um líder, seja comunitário ou governamental, é preciso muito cuidado. Um líder desequilibrado, radical, irracional ou sem atitudes coerentes, pode levar o povo a uma catástrofe. Saber escolher um líder é condição sine qua non. Para isso tem que se ficar atento para o biótipo ao qual vamos dar o nosso crédito. Não só em relação à sua saúde mental, como em relação ao comportamento e saúde de um modo geral. A história está cheia de exemplos de que nem sempre o carismático é o mais confiável. Hitler é um deles. 

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

5 DE NOVEMBRO - DIA NACIONAL DA CULTURA


"A liberdade não é um luxo dos tempos de bonança; é o maior elemento da estabilidade"

No dia 5 de novembro comemora-se o Dia Nacional da Cultura. O Dia da Cultura foi instituído em maio de 1970 e foi escolhida porque a 5 de novembro de 1849 nasceu o Conselheiro Ruy Barbosa, um dos intelectuais mais brilhantes de seu tempo.

Ruy Barbosa de Oliveira
Nascimento 5 de novembro de 1849
Salvador, Bahia,  Brasil
Morte 1 de março de 1923 (73 anos)
Petrópolis, Rio de Janeiro,  Brasil
Nacionalidade  Brasileiro
Foi deputado, senador, ministro. Em duas ocasiões, foi candidato à Presidência da República. Empreendeu a Campanha Civilista contra o candidato militar Hermes da Fonseca. Notável orador e estudioso da língua portuguesa, foi membro fundador da Academia Brasileira de Letras, sendo presidente entre 1908 e 1919.

Como delegado do Brasil na II Conferência da Paz, em Haia (1907), notabilizou-se pela defesa do princípio da igualdade dos estados. Sua atuação nessa conferência lhe rendeu o apelido de "O Águia de Haia". Teve papel decisivo na entrada do Brasil na Primeira Guerra Mundial. Já no final de sua vida, foi indicado para ser juiz da Corte Internacional de Haia, um cargo de enorme prestígio, que recusou.

Na sua  Campanha Civilista eleitoral, em 1909,  Ruy Barbosa  apelou para o voto secreto " A publicidade do voto  é a servidão do votante. O segredo a sua independência"
.

Em tempo: Para que se tirem dúvidas a respeito do nome de Ruy Barbosa se é com (Y) ou (i) confiram abaixo a certidão.