Pesquisar este blog

domingo, 20 de dezembro de 2015

Uma pequena trégua neste Natal.

foto
Durante esta semana de clima natalino vou me esforçar para postar amenidades. Digo 'esforçar' porque está difícil uma omissão diante de tanta notícia desagradável, desde catástrofe ambiental a catástrofes políticas e governamentais. Quero também aproveitar para dizer que não tenho nenhum prazer em postar críticas a essas criaturas envolvidas nas falcatruas, muito pelo contrário. Lamento profundamente que o Brasil tenha desviado para um caminho lamacento por culpa de seus dirigentes, representantes do povo, empresários e uma boa parcela da sociedade, que colocaram seus interesses acima dos interesses da Nação. Acredito que esta nuvem carregada de chuva ácida vai passar e nossa Nave vai resistir às turbulências. Mesmo porque tudo isto vai servir de exemplo para os futuros ocupantes de cargos públicos, que irão entender sua verdadeira função, que é a de defender os interesses do povo que o elegeu visando uma melhor qualidade de vida. E que esta é que é verdadeira "regra do jogo", e não o "é dando que se recebe" entre corruptor e corrupto. Este último, com certeza, não existiria se não houvesse o corruptor. Digo isto porque sei da pressão que sofrem os empresários para tocarem em frente os seus objetivos, desde uma simples abertura ou ampliação de uma clínica, uma loja, ou à uma construção civil de grande porte, sendo na maioria das vezes obrigados a darem propinas em troca. Aproveito para me solidarizar com o competente brasileiro Juiz Federal Dr. Sérgio Moro, sem o qual a defesa da legalidade democrática não se faria presente.