Pesquisar este blog

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Melhor seria terminar em maionese que em pizza.


Se a nossa esquerda política não fosse tão irascível, talvez pudéssemos fazer do Brasil uma deliciosa maionese. Explico: na confecção da maionese temos dois elementos que quimicamente são inimigos, porque não se misturam,  a água, e o óleo. Porém, a gema do ovo, mais específicamente sua molécula, a lecitina, funciona como conciliador, que permite não a mistura, mas a boa convivência entre os dois elementos. De um lado ela adere ao óleo e do outro se junta à água. Sem a gema não há entendimento entre a água e o óleo nessa receita, muito menos maionese. Quem é o óleo, e quem é a água do limão, nessa política atual, eu não sei, mas, se puder dar um conselho ao presidente, direi: seja uma boa gema. 

Veja aqui a química básica da maionese. 

Gema de ovo tem (50% água) Suco de limão tem (90% de água) Óleo de cozinha,
3 colheres de chá de água . 
Vá acrescentando o óleo aos poucos, batendo a gema com o suco do limão.
Cuidado que a gema tem de ser confiável, senão desanda.