Pesquisar este blog

domingo, 23 de julho de 2017

QUASE! a palavra que diz que você chegou perto.


As palavras, de um modo geral, servem para muita coisa. Para nomear, classificar,, narrar uma história, descrever uma situação, elogiar, ofender, acusar, satirizar, etc.. Ou seja, para tudo que existe e faz parte da vida tem uma palavra que a identifica ou define. Mas existe uma palavra que me intriga bastante,
é a dita palavra QUASE. Essa palavra nomeia o que não aconteceu. E se não aconteceu não existe. Então, ao contrário de todas as outras palavras, o "quase” nomeia o não, o chegou perto, o por um triz, (este também chamado de Quase-Quase). Ex. quase - quase caí; quase morri; quase ganhei...
Podemos até dizer, com toda certeza, quase não nasci. E quem nunca nasceu poderia dizer quase nasci, pois para nascer, ou não, depende do encontro e, na fecundação, vence quem ganha a competição. O segundo lugar pode dizer quase cheguei. Mas não chegou. Todo dia tem um quase em nossa vida, e nem sempre percebemos ou, às vezes, percebemos depois. Se era pra ser ruim, sentimos alívio. Se era pra ser bom, ficamos a lamentar. Pode até acontecer depois, mas naquele momento foi quase. Se o quase não esteve presente, no que fatalmente aconteceu, podemos amá-lo ou odiá-lo por ter faltado.
Em tempo: livre pensar é só pensar. E você pode discordar desta chatice pessoal filosófica.