segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Batalha Verbal

Estamos em fase de debates políticos e, como consequencia, o uso da arte retórica. Os sofistas da época de Platão reencarnam e aparecem na televisão em corpo e alma de candidatos, prometendo soluções fáceis ou mágicas para resolver os problemas dos cidadãos, criando expectativas falsas por meio dos discursos convincentes, levando o eleitor menos informado a acreditar que é possível. As campanhas políticas são como campanhas publicitárias, que fazem uso persuasivo das palavras para convencer o público a comprar os mais variados produtos através da batalha verbal, fazendo uso dos sentimentos e paixões das pessoas. Nessas campanhas vence quem melhor convence, com seu apelo ou carisma. Os que não têm carisma pessoal, toma emprestado, seja de um companheiro de partido, de um artista ou até mesmo usando criancinhas, que nessas campanhas são carregados no colo e beijados. A promessa de felicidade, sem nenhum compromisso com a realidade das pessoas e sim com os votos, é apenas aparencia. E a verdadeira face dos eleitos aparece depois, no decorrer do mandato.
É claro que no meio dessa batalha existe os bem intencionados, por isto precisamos saber diferenciar e escolher o melhor em meio a tanto simulacro.

Falando como platéia.

Tenho muito respeito pelos artistas de um modo geral, pois acho que eles são seres escolhidos para tornar a nossa vida mais alegre e mais l...