domingo, 8 de março de 2015

8 de Março - Dia Internacional da Mulher não é um "segundo" dia das Mães.




Embora a mulher já tenha conseguido algumas conquistas, o "8 de Março" deve ser visto como momento de mobilização para a conquista de direitos e para discutir as discriminações e violências morais, físicas e sexuais ainda sofridas pelas mulheres.


Esse dia foi instituído a partir da luta das mulheres por direitos iguais. Desde o final do século 19, organizações femininas oriundas de movimentos operários protestavam em vários países da Europa e nos Estados Unidos. As jornadas de trabalho de aproximadamente 15 horas diárias e os salários medíocres introduzidos pela Revolução Industrial levaram as mulheres a greves para reivindicar melhores condições de trabalho .


Mas foi em 8 de março de 1917 , "quando, na Russia de Czar Nicolau II, aproximadamente 90 mil operárias manifestaram-se contra as más condições de trabalho, que a data consagrou-se, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher, apenas em 1921.E somente 24 anos depois, em 1945, a Organização das Nações Unidas (ONU) assinou o primeiro acordo internacional que afirmava princípios de igualdade entre homens e mulheres.


Nos anos 60 , o movimento feminista ganhou corpo e em 1975 comemorou-se oficialmente Ano Internacional da Mulher e só reconhecido oficialmente pelas nações Unidas em 1977, ficando o "8 de Março" como o Dia Internacional da Mulher.


Em 1982, foi criado o conselho Estadual da Condição Feminina em São Paulo, e em 1985, a primeira Delegacia Especializada da Mulher.






As rosas são muito bem vindas e representem uma doce homenagem ao dia da mulher, mas o evento não deve ser confundido com o dia das mães, que é quando o comércio mais fatura.

Falando como platéia.

Tenho muito respeito pelos artistas de um modo geral, pois acho que eles são seres escolhidos para tornar a nossa vida mais alegre e mais l...